Lista de compras, aprendizado, ketchup de caqui e otras cositas más…

A cozinha PROFISSIONAL é um espaço em transformação, pois o mundo, a tecnologia e a “mão invisível” estão mudando sempre. Alguns cozinheiros não conseguem acompanhar tal mudança, ficam pra trás, obsoletos, reclusos, estranhos… Param no TEMPO. E eu não queria ser um desses.

Breve relato de um cozinheiro

Como muitos devem saber, o Paladar Musical começou como um blog, na tentativa de um cozinheiro falar sobre cozinha, cozinheiros e as relações envolvidas nessa dialética. Depois de um tempo, o Paladar Musical sentiu a necessidade de sair do papel – ou da tela – e partir para a vida real. Embarcamos em um mundo…

Da entrada à sobremesa, o menu de 2017.

Enfim, finda-se um ano. Para muitos, um disco riscado. Chegou a época propícia a fazer retrospectivas, remembers, balanços. Um intenso #tbt. Para uns mais doce, para outros mais ácido. Assédio sexual em cozinhas, condições de trabalho insalubres, “ração” para pobres, protesto contra a utilização da uva passa (fail). O ano de 2017 foi recheado de…

Abertura

     O Paladar Musical tem como tema principal a vida do cozinheiro e seus enredos pela vida afora. Seus concertos, afinados ou não, relatam as inúmeras experiências pelas quais passam este profissional em todos os naipes possíveis dentro de uma cozinha. A partitura engloba os padrões de escrita dentro da cozinha: suas regras, suas técnicas,…

Prazer, somos cozinheiros.

Como seria um doodle, aquela versão animada da logo do Google em datas comemorativas, sobre o Dia do Cozinheiro? Não consigo imaginar. Seria algo caricato, poético, engraçado, terrível ou saboroso? Se a imagem do cozinheiro ainda está longe de ser definida por nós, cozinheiros, quem dirá pelos outros. 10 de maio, Dia do Cozinheiro, no…

Artes, cozinha e história

As artes têm um papel importantíssimo e de muita relevância na história da alimentação. Elas registram nossos hábitos e costumes, documentam a evolução e transformação das nossas culturas. Livros, textos, pinturas, fotografias, entre outras formas de expressão, contam sob o olhar do artista o que éramos, o que comíamos e o que somos agora. Marc…

Por uma ressignificação da roupa de trabalho.

E você, usa ou não usa toque? Em sua opinião, qual será a próxima moda? Definitivamente deixar de usar ou continuar usando? Usar o quê? Para quê? Como? Vamos enriquecer esse debate!